facebooklinkedin
Publicidade
:: Home :: Notícias :: Desde o início, ACSP apoia a candidatura paulistana.
Notícias Veja mais
Desde o início, ACSP apoia a candidatura paulistana. - 06/03/2013

A candidatura da cidade de São Paulo para sediar a Exposição Universal de 2020 foi acolhida com muito entusiasmo pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP), que acompanha o projeto desde o início, na gestão do ex-prefeito Gilberto Kassab.

Para o coordenador do Conselho de Política Urbana (CPU) da ACSP, Antônio Carlos Pela, São Paulo está no caminho certo. "Essa gestão compreendeu a magnitude do evento e está se esforçando para conquistá-lo. Porém, acredito que este seja um esforço que deve ser feito por todos", disse Pela.

"O Brasil precisa disso. A gestão anterior já percorreu um longo caminho e temos outro longo caminho pela frente até novembro", completou o coordenador do Conselho.

A estimativa é que o evento atraia milhões de turistas durante os seis meses de feira. "O ganho não seria apenas para o Brasil. Outros países latino-americanos, como Uruguai, Paraguai e Argentina, entre outros, também serão afetados positivamente", acrescentou Antônio Carlos Pela.

Segundo a avaliação do vice-presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e ex-secretário de Relações Internacionais do município de São Paulo, Alfredo Cotait Neto, a Prefeitura de São Paulo está atrasada.

"A candidatura da cidade está lançada desde novembro de 2011. Ainda assim, minha expectativa é positiva. E é extremamente importante que nossa cidade vença essa competição", observou.

Cotait aposta em uma disputa acirrada entre as cidades de São Paulo e Dubai (Emirados Árabes), mas deve investir na conscientização da população e na campanha diplomática. "Tenho certeza de que estaremos na final com Dubai. No entanto, temos que nos apressar. A transição na Prefeitura atrasou nossa campanha diplomática. Enquanto São Paulo está preocupada em relançar nossa candidatura, Dubai já está em contato com os 161 membros do Bureau of International Expositions (BIE). Exatamente o que nós deveríamos estar fazendo", disse Cotait.

O coordenador da CPU acredita no legado positivo que a exposição pode deixar para a cidade, caso seja eleita. "Independente da Expo 2020 devemos buscar o desenvolvimento de São Paulo, mas é inevitável não contar com os benefícios que esse evento nos traria", disse Pela. "Temos bons exemplos como Londres, Paris, Portugal e muitos outros países que foram beneficiados por sediar a Expo", completou.

Diário do Comércio
Calendário de eventos
Dezembro