facebooklinkedin
Publicidade
:: Home :: Notícias :: Patiño quer uma resposta dos organismos mundiais à controvérsia sobre Assange
Notícias Veja mais
Patiño quer uma resposta dos organismos mundiais à controvérsia sobre Assange - 28/06/2018
Plenária da Assembleia Nacional do Equador

A controvérsia entre o Reino Unido e o Equador devido à concessão de asilo político ao australiano Julian Assange, fundador do site Wikileaks, levou a reuniões extraordinárias do Conselho Permanente da Organização dos Estados Americanos (OEA), da Aliança Bolivariana para a América (Alba) e da União de Nações Sul-Americanas (Unasul). O conselho da OEA se reúne hoje em Washington, nos Estados Unidos, para definir se haverá uma convocação extra dos ministros das Relações Exteriores, no próximo dia 23, como pediu o governo do presidente equatoriano, Rafael Correa. A Alba e a Unasul convocaram reuniões para o fim de semana. O ministro das Relações Exteriores equatoriano, Ricardo Patiño, pediu à OEA, à Alba e à Unasul uma resposta oficial sobre as ameaças das autoridades britânicas de ocupação da Embaixada do Equador no Reino Unido. Os britânicos insistem que Assange deve ser extraditado para a Suécia, onde é acusado de crime sexual. No Equador, a Assembleia Nacional aprovou hoje em plenária, com 73 votos dos 80 presentes, resolução condenando e rechaçando ameaças de uso da Lorca por parte do Reino Unido, ao pretender invadir a embaixada do país em Londres.


Fontes: Agências Brasil e Andes


Foto: CAPA: Micaela Ayala V./Agência Andes. INTERNA:Arquivo/Agência Andes


revistapib
Calendário de eventos
Março