facebooktwitterlinkedinyoutuberss
Publicidade
:: Home :: Notícias :: Líderes discutem posição do Paraguai em acordos comerciais
Notícias Veja mais
Líderes discutem posição do Paraguai em acordos comerciais - 28/06/2018
Salomón Lerner Ghitis, presidente do conselho da Unasul

O governo do Paraguai tem até quinta-feira para apresentar todos os documentos necessários ao Tribunal Permanente de Revisão do Mercosul, na tentativa de anular sua suspensão do bloco, definida no mês passado. A decisão foi tomada no último sábado pelo tribunal, que atendeu pedido de autoridades paraguaias. Na ação encaminhada ao tribunal, o governo do Paraguai pede não só a anulação da suspensão do Mercosul, como também a da incorporação da Venezuela ao bloco.


E hoje, em Lima, capital do Peru, o conselho do grupo de alto nível da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) está reunido para discutir a situação do país no acordo. Segundo o presidente do grupo, o peruano Salomon Lerner Ghitis, a agenda tem três objetivos básicos: manter a "unidade política" dos países da Unasul, evitar que o povo paraguaio sofra um "colapso socioeconômico", e assegurar o cumprimento dos direitos civis fundamentais durante o processo de transição até a eleição de um novo governo. "Não sabemos quanto tempo será necessário, mas esse é o nosso objetivo central: a unidade política de todos os países da Unasul", disse ele. É a primeira reunião do Grupo de Alto Nível da Unasul para o monitoramento e a avaliação da situação no Paraguai. O grupo é coordenado pelo Ministério das Relações Exteriores do Peru.


Por decisão dos presidentes sul-americanos, o Paraguai foi suspenso não só da Unasul como também do Mercosul. Para os líderes da região, o processo de impeachment do então presidente Fernando Lugo, em junho, envolveu a ruptura da democracia. Os paraguaios negam irregularidades, e afirmam que o processo de impeachment, aprovado em menos de 24 horas pela Câmara e pelo Senado do Paraguai, seguiu o determinado pela Constituição do país.


Integram o grupo os embaixadores Glenn Alvares (Suriname), Rodolfo Mattarollo (Argentina) e Guillerme Patriota (Brasil) e Lorena Escudero (Equador), além de Arthur Fermandois (Chile).


 


Fontes: Agências Brasil e Andina


Foto: Salomón Lerner Ghitis, presidente. ANDINA/Luis Iparraguirre


revistapib
Calendário de eventos
Julho
  • 19
    25ª Multifeira Brasil Mostra...
    Acesso ao evento : Aberto ao público Horário...
  • 23
    18ª Feira da Indústria Latino...
    Acesso ao evento : Somente empresários Horário...
  • 26
    26ª Feira Internacional de...
    Acesso ao evento : Somente empresários Horário...
  • 30
    Seminário e Sessão de...
        A São Paulo Chamber of...