facebooktwitterlinkedinyoutuberss
Publicidade
:: Home :: Notícias :: PIB cresce 1% no primeiro trimestre, após 2 anos de queda
Notícias Veja mais
PIB cresce 1% no primeiro trimestre, após 2 anos de queda - 01/06/2017

 

O Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todas as riquezas produzidas no país, cresceu 1% no primeiro trimestre deste ano, em comparação ao quarto trimestre do ano passado, na série com ajuste sazonal.

Esta foi a primeira alta na comparação, após dois anos consecutivos de queda.

Os dados relativos ao PIB foram divulgados nesta quinta-feira (1/06) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e indicam que, em comparação com igual período de 2016, o PIB recuou 0,4%.

Já no resultado acumulado dos quatro últimos trimestres terminados no primeiro trimestre deste ano, o PIB teve queda de 2,3% em relação aos quatro trimestres imediatamente anteriores.

Segundo o IBGE, em valores correntes, o PIB no primeiro trimestre de março de 2017 totalizou R$ 1,6 trilhão.

A taxa de investimento no primeiro trimestre de 2017 foi de 15,6% do PIB, abaixo da observada no mesmo período do ano anterior (16,8%). A taxa de poupança foi de 15,7%, ante 13,9% no mesmo período de 2016.

O PIB apresentou crescimento de 1% na comparação com o primeiro trimestre de 2017 contra o quarto trimestre de 2016, levando-se em consideração a série com ajuste sazonal.

A agropecuária teve expansão de 13,4%, a indústria cresceu 0,9% e os Serviços, 0,0%, apresentaram estabilidade.

Grande parte da influência de crescimento, segundo analistas, está relacionada a fatores temporários como da safra recorde que irá impulsionar o PIB da agropecuária.

Por isso, avaliam que o crescimento esperado para o primeiro trimestre não deve ser sustentável, sugerindo que a retomada será lenta e gradual, ainda mais neste momento de incerteza política, que deve minguar principalmente os investimentos.


CONSUMO

O consumo das famílias caiu 0,1% nos três primeiros meses de 2017 contra o último trimestre do ano passado.

A queda foi a nona seguida mas, ainda assim, foi o melhor desempenho nessa base de comparação desde o quarto trimestre de 2014.

Naquela ocasião, o consumo das famílias cresceu 1,3% em relação ao terceiro trimestre de 2014. Na comparação com o primeiro trimestre de 2016, a queda foi de 1,9%.

O consumo do governo completou dez trimestres sem crescimento, com queda de 0,6% no primeiro trimestre de 2017 contra o quarto trimestre de 2016. Ante o primeiro trimestre do ano passado, a queda registrada foi de 1,3%. 

A Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) caiu 1,6% no primeiro trimestre de 2017 ante o quarto trimestre do ano passado. Na comparação com o primeiro trimestre de 2016, a FBCF mostrou queda de 3,7%. Segundo o instituto, a taxa de investimento (FBCF/PIB) ficou em 15,6% no primeiro trimestre. 


"DIA HISTÓRICO"

O Brasil ainda tem um caminho a ser percorrido para alcançar a plena recuperação da economia, disse  o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

“Hoje é um dia histórico. Depois de dois anos, o Brasil saiu da pior recessão do século. Nesse período, milhões de brasileiros perderam seus empregos, milhares de empresas quebraram e o Estado caminhou para a insolvência. O Brasil perdeu a confiança dos investidores e a confiança em si mesmo”, disse Meirelles, em nota.

Para ele, o forte crescimento da economia neste início de ano é uma comprovação de que esse processo já mudou.

“Ainda há um caminho a ser percorrido para alcançarmos a plena recuperação econômica, mas estamos na direção correta”, concluiu.

 

Diário do Comércio
Calendário de eventos
Agosto
  • 21
    Seminário: Oportunidades de...
    OBJETIVO: A São Paulo Chamber of...
  • 24
    RODADA DE NEGÓCIOS...
    São Paulo Chamber of Commerce/Associação Comercial...
  • 29
    LATAM RETAIL SHOW
    Linhas de Produtos e/ou Serviços: profissionais do varejo,...
  • 31
    Workshop - Mapeamento de...
    OBJETIVO: Apresentar duas técnicas simples de mapeamento de...