facebooklinkedin
Publicidade
:: Home :: Notícias :: Equador incrementará exportações de bananas para Europa
Notícias Veja mais
Equador incrementará exportações de bananas para Europa - 09/11/2016

 

O Equador decidiu dar novas rumos e oportunidades para o mercado de frutas, com destaque para as bananas. A decisão veio após o Coreper (Comité de Representantes Permanentes da União Europeia) recomendar que o Conselho de Ministros deste bloco de países assinasse um protocolo de adesão do Equador ao Acordo Multilateral de Comércio com a UE.

A assinatura aconteceu na semana passada e o acordo entrará em vigor no próximo 1º de janeiro. Para o diretor e coordenador na Europa do ProEcuador, Juan Patricio Navarro, o acordo permitirá um "novo tempo" de relações comerciais entre a Europa e Equador, abrindo várias oportunidades para a economia do país. "A princípio os ganhos com este acordo giram em torno de competir com igualdade de condições com outros países exportadores os mesmos produtos que o Peru e a Colômbia atuam", disse.

No caso da banana, ele explicou que a quota de mercado para as exportações aumentariam em aproximadamente 10%, além de também haver redução das tarifas “afetando cada um dos produtos e gerando oportunidade de mercado para ambos: os exportadores equatorianos e os compradores europeus".

O representante do órgão público na Europa Proecuador disse ainda que no último ano em que o acordo estava sendo fechado houve falta de interesse dos compradores holandeses e europeus para gerar negócios com eles. “É evidente que eles não poderiam planejar contratos de longo prazo e com esse acordo esperamos recuperar o interesse deles e nos reconectar com os compradores”.

Segundo Navarro, eles já trabalham com projeções para continuar a expandir este mercado, não só na Europa Ocidental, mas também na Europa Oriental. Para ele, o Equador poderia prospectar além de bananas, a sua gama de produtos exóticos, como uchuva, pitaia, abacate, maracujá, mamão etc. “Estes produtos fazem parte de nicho que está em alta, especialmente no campo da gastronomia. Além disso fazem parte do potencial que estamos promovendo a partir do escritório do Proecuador aqui na Holanda".

Com esse acordo, Mark O'Sullivan, diretor de uma empresa de importação de bananas, a Banabay, disse que "vai fazer o mercado de importação ser mais competitivo de novo”, destacando a berreira com o Equador na Europa, “que é um grande produtor de bananas e tem, na minha opinião o melhor sabor e consistência”.

Para O'Sullivan, o acordo é muito positivo e permitirá aumentar as vendas nos diferentes países do continente. Mas ressalta: “Devemos estar atentos ao que acontece com a negociação do preço mínimo de venda no Equador que será definido em dezembro”. Com as eleições presidenciais do Equador marcadas para fevereiro 2017, ele ainda destaca que esse fator também deve deixar o mercado de olho. "Espero que possamos crescer entre 20 a 25% no Equador no próximo ano baseado nos benefícios que esse acordo pode trazer”, disse.

Guia Marítimo
Calendário de eventos
Março
  • 04
    Live SISCOMEX: Habilitação e...
          A São Paulo Chamber of Commerce /...