facebooklinkedin
Publicidade
:: Home :: Notícias :: Exportação para os árabes cresceu 10,72%
Notícias Veja mais
Exportação para os árabes cresceu 10,72% - 21/10/2013

As vendas do Brasil para o mundo árabe avançaram 10,72% em volume em setembro sobre o mesmo mês de 2012 e chegaram a 4,3 milhões de toneladas, de acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, compilados pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira. Em setembro do ano passado, os embarques do País para a região estavam em 3,9 milhões. Foram vendidos 424 mil toneladas de produtos a mais.

"Aumentamos as quantidades exportadas. Significa que a oferta brasileira de produtos conseguiu atender à demanda árabe", afirmou o diretor geral da Câmara Árabe, Michel Alaby. A receita com os envios, porém, recuou 3,76%, de US$ 1,36 bilhão em setembro de 2012 para US$ 1,31 bilhão no mês passado. "Houve depreciação de preços", explicou Alaby.

O produto que mais pesou no aumento dos embarques do Brasil para o mercado árabe em setembro foi o minério. Houve crescimento de 28% nas exportações do produto, com 2,3 milhões de toneladas, quase a metade do total vendido pelo País à região. Também avançaram em quantidades as exportações de cereais, em 4,82%, para 958 mil toneladas. A venda de açúcar caiu, em 34,8% para 544 mil toneladas, e a de carnes, em 8,3% para 132 mil toneladas.

O minério foi um dos poucos itens, entre os principais da pauta, que registrou aumento de vendas em volume e receita. O faturamento com embarques do minério brasileiro para os árabes alcançou US$ 265 milhões em setembro, com alta de 55% sobre igual mês do ano passado. Mas a receita das exportações de açúcar recuaram 45,58% para US$ 232 milhões, as de carne 17,24% para US$ 285 milhões, e as de cereais 15,73% para US$ 208 milhões.

Em setembro, os países árabes que mais importaram do Brasil foram Omã, Arábia Saudita, Egito, Emirados Árabes Unidos e Argélia. Esse ranking leva em conta o volume. Já se for levada em conta a receita gerada pelas vendas, a lista é liderada por Arábia Saudita, seguida de Egito, Emirados Árabes Unidos, Omã e Argélia.

No acumulado deste ano, até setembro as exportações do Brasil para os países árabes somam US$10,1 bilhões, com queda de 5,18% sobre o mesmo período de 2012. Em volume, as vendas estão em 27,4 milhões de toneladas e também caíram 5,42%.

As importações brasileiras de produtos árabes recuaram 1,91% de janeiro a setembro sobre iguais meses de 2012 e somaram US$ 8,4 bilhões. Em volume, há crescimento de 8,68% para 11,9 milhões de toneladas. Em setembro, individualmente, as importações caíram 21,8% em quantidades para 935 mil toneladas e 20,95% em valores para US$ 688 milhões. O Brasil compra do mundo árabe principalmente petróleo e fertilizantes.

ANBA
Calendário de eventos
Março
  • 04
    Live SISCOMEX: Habilitação e...
          A São Paulo Chamber of Commerce /...